Renan Pivetta - Osteopatia Indaiatuba / Artigos  / Simplifique para ser eficiente

Simplifique para ser eficiente

Expressões como “último lançamento”, “super novidade”, “chegou a solução para os seus problemas” e outras são extremamente sedutoras, não somente no comércio em geral, mas também na área da saúde e obviamente na fisioterapia.⁣

Não podemos negar que os avanços tecnológicos nos permitiram muitas vezes salvar vidas e reabilitar muitas pessoas, porém temos uma avalanche de produtos no mercado da saúde que são altamente sedutores, seja pelo efeito proposto ou por ser a última tecnologia. Porém na sua maior parte esses produtos sequer foram testados para saber se realmente atingem os efeitos que são prometidos.⁣

Esse cenário cria uma euforia nos profissionais, porém essa euforia passa a se tornar certo estresse ao longo do tempo. Mas por quê? Pois o perfil desse profissional passa a ser reconhecido como o que tem a última tecnologia e o tempo todo vai ter que ficar atrás do próximo lançamento e ser portador da novidade, uma novidade que na maior parte das vezes não foi testada sobre sua real eficácia. Além de tudo essas super novidades geralmente não são nem um pouco baratas, o que causa aumento dos custos do consultório e acarreta ou em tratamentos caros ou baixa lucratividade.⁣

E o que o título “SIMPLIFIQUE“ do artigo quer dizer?!⁣

Exatamente isso, SIMPLIFIQUE, se você é consumidor de ciência, verá que tratamentos extremamente simples, como a combinação de terapia manual + exercícios + educação em saúde é eficaz para diversas condições que envolvem dor musculoesquelética. Entenderá que somos seres de milhares de milhões de anos de evolução e que a natureza já selecionou mecanismos extremamente eficazes de analgesia e controle da inflamação, processos de reparação tecidual e autorregeneração. Para isso basta não subestimar a inteligência da natureza e compreender que, na maior parte das vezes, os queixosos encontram-se em ambientes que não favorecem a recuperação corporal: expostos a alimentação ruim, altos níveis de estresse, sedentarismo e baixa qualidade de sono.⁣

Gostaria de deixar uma dica para você que chegou até esta parte do texto, ela se refere ao estudo. Procure estudar mais ciências básicas como embriologia, anatomia, fisiologia, patologia etc. Elas te darão muitos insights sobre as reais necessidades de um organismo que precisa se curar. Por fim vera que SIMPLIFICAR, encontrar o ESSENCIAL a cada paciente é realmente o que importa. Com isso não ficará refém da última tecnologia e de acreditar que precisa de métodos de última geração para tratar o seu paciente. Se tornará um profissional crítico, no bom sentido! Aquele tipo de profissional que carece no mercado, assim todos ganham, você a profissão e principalmente o paciente!